Com Lula, Porto Alegre sediará Fórum Social em 2022

.

.

Publicado por Diario do Centro do Mundo

.

.

Foto: Ricardo Stuckert

.

.

.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva está confirmado na mesa de abertura do Forum Social Mundial Justiça e Democracia (FSMJD) que acontecerá entre os dias 26 e 30 de janeiro de 2022, em Porto Alegre (RS).

.

O Forum é uma iniciativa de coletivos jurídicos brasileiros do campo progressista como a Associação Brasileira de Juristas pela Democracia (ABJD), o Coletivo Transforma MP, a Associação de Juízes para a Democracia (AJD), Defensoras e Defensores Públicos pela Democracia, Advogadas e Advogados Públicos pela Democracia (APD) e Movimento Policiais Antifascismo (PAF).

.

“Os movimentos e organizações engajados neste processo acreditam que é possível, com uma cidadania ativa, organizada e mobilizada, estancar as violações de direitos e construir uma nova sociedade, socialmente justa e ambientalmente sustentável. Por isso, a relevância do Fórum Social Mundial Justiça e Democracia”, justifica a organização.

.

.

Outros participantes e o evento

.

Em comemoração de 20 anos do Fórum Social Mundial, o FSMJD será o primeiro Fórum Temático sobre democracia nos Sistemas de Justiça.

.

Além de Lula, estão confirmadas as presenças da advogada e militante indígena, Fernanda Kaingáng; da advogada Marinete da Silva, mãe de Marielle Franco; do jornalista Luis Nassif, vítima de assédio judicial; e de Ana Paula Oliveira, integrante do movimento Mãe de Manguinhos que reúne familiares vítimas de violência policial no Rio de Janeiro.

.

Até o momento, integram a iniciativa mais de 160 movimentos e organizações de diversos segmentos da sociedade brasileira e internacional. Movimentos sociais e entidades interessados em participar devem realizar a pré-inscrição, até 31 de dezembro, no site do evento pelo link: https://fsmjd.org/pre-inscricao-de-atividade/.

.

.

Conheça as atividades

.

Além da mesa de abertura com a presença de vítimas do Sistema de Justiça, serão realizadas diversas atividades autogestionadas divididas em cinco eixos temáticos:

  • EIXO 1 – Capitalismo, desigualdades, relações sociais, mundos do trabalho e sistemas democráticos de Justiça;
  • EIXO 2 – Democracia, Arquitetura do Sistema de Justiça e as forças sociais;
  • EIXO 3 – Sistema de Justiça, Democracia e Direitos de grupos vulnerabilizados;
  • EIXO 4 – Democracia, comunicação, tecnologias e Sistema de Justiça;
  • EIXO 5 – Perspectiva transformadora do sistema de justiça e a centralidade da cultura nesse processo.

Origem:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Tradução